Ministro avalia produção de produtos de biossegurança

kalola Store

O ministro da Indústria e Comércio, Victor Fernandes, avaliou, esta terça-feira, a capacidade de produção de produtos de biossegurança nas fábricas instaladas no Pólo Industrial de Viana, em Luanda.

Trata-se das fábricas Contraven, com capacidade de produzir 30 mil máscaras por dia, a Palm – Confecções Angola, especializa na produção de uniformes profissionais, que tem capacidade de produção de 15 mil máscaras por dia, bem como a sociedade de detergentes Angola Basel, de produtos de limpeza, com capacidade de produção de mil toneladas de álcool-gel por mês.  

Em declarações à imprensa no fim da visita, Victor Fernandes disse estar satisfeito com o nível de produção de máscaras de uso comum, destacando que a capacidade instalada pode chegar a 10 milhões de máscaras por mês.

O ministro recebeu garantias dos empresários da existência de stock para um período entre três e seis meses.

Victor Fernandes afirmou que receberam, dos empresários, reclamações relacionadas com o fornecimento de água e de energia eléctrica, mas que são situações que podem ser resolvidas rapidamente.

Segundo o ministro, na fábrica, as máscaras têm custos de produção que ronda os 500 kwanzas, enquanto nos distribuidores o custo será de, aproximadamente, 800 kwanzas, valores ao alcance de qualquer consumidor.

Queremos ser os campeões na produção nacional, vamos garantir que a compra deste material seja feita por órgãos de defesa e segurança, polícia nacional, saúde, entre outros

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.