Ministro ordena inquérito após falha de eletricidade no aeroporto

O ministro dos Transportes de Angola ordenou a instauração de um inquérito para “apuramento das responsabilidades”, depois de centenas de passageiros terem ficado em terra, no domingo, devido a uma falha de eletricidade no aeroporto internacional de Luanda.

Asituação ficou a dever-se a uma “avaria” com o grupo de geradores do Aeroporto Internacional 04 de Fevereiro, após um dos vários cortes, habituais em Luanda, na rede pública de eletricidade.

A situação provocou atrasos em vários voos, perante os relatos de indignação dos passageiros.

Concentrados no interior do aeroporto, com a gare às escuras, dezenas de passageiros chegaram mesmo a denunciar a situação nas redes sociais, inclusive com vídeos em que protestavam contra a situação.

Em comunicado enviado hoje à Lusa, assinado pelo ministro dos Transportes, Augusto Tomás, são reconhecidos os “transtornos causados aos passageiros e utentes” pela situação, com o ministério a garantir ter pedido informações à administração da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (ENANA).

“O Ministério dos Transportes solidariza-se com todos quantos tenham sido lesados pela ocorrência desta falha técnica e, apesar da administração da empresa pública ter prometido tudo fazer para corrigir o quadro que originou tal situação, acautelando, doravante, melhor, os serviços de uma eficiente prestação ao público-alvo, a direção do setor dos transportes mandou instaurar um inquérito para apuramento das responsabilidades”, lê-se no comunicado.

Fonte: Lusa

Deixe o seu comentário