Morreu em Portugal o jornalista angolano Edgar Cunha

kalola Store

O jornalismo angolano está de luto. Morreu em Portugal na manhã desta quarta-feira, 5, vítima de doença, Edgar Cunha, jornalista da Televisão Pública de Angola (TPA), avançou o órgão de informação público do País.
Cabingano Manuel, director de informação da TPA, na sua página do Facebook escreveu: “Eis que a morte chegou como ladrão e levou o nosso Edgar Cunha. Oh! meu Deus”.
Edgar Cunha foi durante décadas dos principais pivôs dos noticiários da Televisão Pública de Angola. Na condição de profissional da comunicação social integrou caravanas presidenciais ao estrangeiro, nomeadamente uma ida ao Vaticano em que foi saudado pelo falecido Papa João Paulo II. Em 2011, foi nomeado adido de imprensa de Angola em Cuba, onde permaneceu por quatro anos.
Nos últimos meses, Edgar Cunha estava a tratar-se de um cancro na capital portuguesa.
Edgar Cunha deixou viúva e dois filhos, um dos quais é Patrick Cunha (35), professor da Universidade Lusíada de Angola.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.