Mulheres sauditas autorizadas a viajar para o estrangeiro sem autorização prévia

As mulheres sauditas vão ser autorizadas a obter um passaporte e a viajar para o estrangeiro sem precisarem de obter a autorização prévia de um tutor do sexo masculino, anunciou o Governo de Riade na quinta-feira.

” Um passaporte vai ser entregue a qualquer nacional saudita que o peça”, indicou o diário governamental Umm Al Qura, citando uma decisão do executivo. Segundo o diário Okaz e outros meios que citavam as autoridades, esta nova regra vai ser aplicada às mulheres com uma idade mínima de 21 anos.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Até agora, as mulheres na Arábia Saudita tinham de obter a autorização de um dos seus tutores (marido, pai ou outro parente do sexo masculino) para se casar, renovar passaporte ou sair do país .

Este sistema que trata as sauditas como menores durante toda a sua vida tem sido denunciado, desde há décadas, pelas organizações de defesa dos direitos das mulheres.

A decisão de autorizar as sauditas a viajar livremente para o estrangeiro é a decisão mais recente de liberalização promovida pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, também conhecido por MBS, que controla os destinos do reino ultraconservador.

A mais emblemática das reformas foi a que permitiu às mulheres conduzir uma viatura a partir de Junho de 2018. As mulheres também foram autorizadas recentemente a assistir a encontros de futebol e a aceder a empregos até então estritamente reservados a homens.

Se estas medidas têm transformado a vida de numerosas sauditas, por outro lado, têm sido consideradas insuficientes por vários críticos, que sublinham que o sistema de tutoria, devido ao qual os homens têm praticamente todos os poderes sobre os seus familiares do sexo masculino, ainda está longe de ser abolido .

Fonte: Lusa

Deixe o seu comentário