Novo Banco bloqueia 1,2 mil milhões de dólares do Governo de Nicolás Maduro

O Novo Banco congelou uma transferência de 1,2 mil milhões de dólares do Governo de Nicolás Maduro para o Uruguai. A notícia foi avançada pela agência Reuters citando o deputado venezuelano Carlos Paparoni.

Paparoni, que é presidente da Comissão de Finanças da Assembleia Nacional da Venezuela, falou ontem numa sessão parlamentar e explicou que foi ” um valor próximo dos 1,2 mil milhões de dólares (1,05 mil milhões de euros), para a banca uruguaia. Especificamente, tentaram transferir para o Banco República e o Banco de Desenvolvimento Económico e Social ( Bandes), do Uruguai”.

publicidade

A instituição portuguesa tem uma linha de crédito com a Petróleos da Venezuela (PDVSA) que foi herdada do tempo do Banco Espírito Santo (BES). As relações financeiras da instituição de Ricardo Salgado com empresas públicas venezuelanas chegou a atingir os 8,2 mil milhões de euros entre Janeiro de 2009 e Dezembro de 2011.

Em Março de 2018 o Novo Banco vendeu a sua operação na Venezuela ao BANCAMIGA, Banco Universal, C.A por um valor irrisório, 272 mil euros, e deixou de operar totalmente no país .

No entanto, o crédito activo com a PDVSA permaneceu em carteira e a petrolífera venezuelana nunca entrou incumprimento.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Acusações a Portugal

Nicolás Maduro acusa Portugal de “sequestrar” 30 milhões de euros da Venezuela.

“Agora mesmo sequestraram-nos 30 milhões em Portugal, com os quais estávamos a pagar um sistema de autocarros que comprámos para transporte público”, disse Maduro numa entrevista.

Fonte: CM

Deixe o seu comentário