Novo presidente de Angola admite privatização de empresas agrícolas

João Lourenço, recentemente eleito como presidente da República Popular de Angola, admitiu a privatização de empresas do setor agrícola, numa estratégia que quer tornar o pais menos dependente das receitas do petróleo.

Em entrevista exclusiva à agência espanhola EFE, João Lourenço quebrou um tabu e disse que na calha estará a alienação de empresas angolanas do sector agrícola que são “um peso morto para o Estado”, “empresas deficitárias”.

João Lourenço comparou mesmo o potencial de Angola no sector agrícola com o Brasil.

Deixe o seu comentário