Nuno Albino “Carnaval” destaca papel dos partidos na transformação da sociedade

kalola Store

O ministro da Comunicação Social destacou este sábado, em Ndalatando, Cuanza Norte, o papel dos partidos políticos na dinamização e transformação da sociedade.

O governante realçou tal facto durante um encontro que manteve com os representantes locais de partidos políticos com assento parlamentar, que serviu para abordar a cobertura jornalista de actividades político-partidárias e os constrangimentos que enfrentam no acesso aos órgãos públicos de imprensa.

Segundo o ministro, o reforço da democracia é um compromisso colectivo que passa pelo pluralismo de opinião, o que só se consegue por via da inclusão e da participação de todos os actores políticos e sociais do País.

Sobre a reunião, o governante explicou que visou melhorar a diversidade de opinião, saber de possíveis dificuldades dos partidos no acesso aos órgãos públicos de comunicação social e encontrar mecanismos para solucionar as adversidades e aproximar o relacionamento mútuo.

Na ocasião, o secretário provincial da UNITA, Francisco Fernandes Falua, disse que os órgãos de Comunicação Social do País têm melhorado significativamente o seu desempenho, permitindo a consolidação do Estado democrático e de direito. Destacou que nos últimos tempos se tem assistido a uma informação mais isenta e transparente, resultante do novo paradigma de governação.

Na visão do representante da FNLA, Fernando Caculo, apesar das melhorias registadas no sector, nos últimos dois anos, há ainda muito por fazer, dado haver ainda algum tratamento desigual da imprensa, beneficiando o MPLA (partido no poder).

A segunda secretária provincial do MPLA, Maria Inácio Jerónimo, solicitou o reforço de equipamentos de reportagem e a melhoria das condições de trabalho para os profissionais dos órgãos de comunicação social.

No fim do encontro, o ministro deixou garantias de que, no âmbito do Plano Estratégico do sector para o período 2020/2022, está prevista a modernização e a reestruturação dos órgãos públicos, com a melhoria dos meios de trabalho, das condições sociais e de formação dos profissionais do sector, com vista àprestação de um serviço público de maior qualidade.

Reafirmou a intenção chegar a 90% de cobertura do sinal da TPA e da RNA, com especial destaque para as regiões Centro e Leste de Angola.

No encontro estiveram presentes os presidentes do conselho de administração da ANGOP, da TPA, da RNA e das Edições Novembros e os directores do Centro de Formação de Jornalistas (CEFOJOR) e da Gráfica Popular.

Durante a estada no Cuanza Norte, Nuno Caldas Albino, manteve também encontros com o governador da província Adriano Mendes de Carvalho e com o bispo da diocese de Ndalatando, Dom Almeida Kanda.

Com Angop

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.