“O jornalismo angolano foi sempre dependente do poder político e precisa libertar-se do poder político“

Acompanhe a entrevista com José Gama, jornalista e director do site angolano de informação, Club-K, no espaço Prontidão Informativa com Armindo Laureano.

Uma entrevista em que José Gama faz uma análise sobre o estado actual do jornalismo em Angola, uma abordagem sobre a situação política e social do país . Faz ainda uma avaliação sobre o primeiro ano de governação do Presidente João Lourenço.

 

 

” O jornalismo angolano foi sempre dependente do poder político e precisa libertar-se do poder político“

“O general Miala percebeu que não foi preso por vontade expressa do Presidente José Eduardo dos Santos”

“Foi o general Kopelipa, o general Zé Maria e o antigo Procurador-geral da República, João Maria de Sousa, que usaram o poder judicial para fazer uma armadilha contra o general Miala“

“Notamos que com o general Sango houve uma ausência do SIE. O SIE deve evoluir para uma nova etapa e ser mais presente nas questões de política externa e também da acção externa do país. Acredito que o general Zé Grande pode mudar o quadro“

“ Na minha avaliação, penso que numa escala de 1 a 10, o Presidente João Lourenço está com nota 7. Ele devolveu a esperança ao povo angolano “

Deixe o seu comentário