Oi espera começar a “expatriar dividendos” da Unitel em breve

A Oi espera começar, em breve, a receber os dividendos atrasados que reclama da operadora móvel angolana Unitel.

“Estamos muito próximos de conseguir retomar o controlo da empresa e, com este novo cenário, vamos começar a conseguir expatriar os dividendos que temos presos em Angola “, declarou, em conferência telefônica com analistas, Eurico Teles, presidente executivo da empresa que tem a antiga PT SGPS como accionista.

A Oi assume assim, que ganhou novamente algum poder na Unitel, espelhado na nomeação de Miguel Geraldes como novo director-geral da operadora angolana.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

O gestor é uma escolha da Oi. Isto acontece depois da empresa brasileira ter conseguido, em Fevereiro, uma vitória no tribunal arbitral de Paris, ao obrigar os restantes accionistas da Unitel a pagarem-lhe uma indemnização de cerca de 600 milhões de euros.

Eurico Teles admitiu, no entanto, que “deve demorar algum tempo” até a dívida ser paga e chegar às contas da Oi, porque ainda há passos que têm que ser alcançados para termos estes activos connosco, mas esperamos resultados ainda este ano”. Além disso, acredita que, quando Miguel Geraldes chegar a Angola, vão ter mais informações sobre os planos e implicações de expatriar este valores para o Brasil.

Quanto aos planos da venda de outros activos africanos da PT ( através da Africatel), Eurico Teles revelou que é um dos temas da revisão estratégia que está a ser feita pela consultora Boston Consulting Group. E, nesta análise, estão incluindo todos os activos. Até haver uma decisão, “todos os tipos de cenários” estão em estudo .

Fonte: Negócios

Deixe o seu comentário