Palanca preta gigante

Um dos momentos mais agradáveis na vida de acampamento no mato: a hora repousante do encontro comum junto da fogueira.
 
Conversa-mole, amigável, cavaquear por vezes bem instrutivo, uma espécie de iniciação nos segredos da palanca preta gigante.
 
Contavam-se histórias do Mulundo, recordam-se episódios de caça…  conversa puxa conversa, e chega-se a falar  das palancas brancas, o próprio Chefe Sousa Chato, recorda-se de ter ouvido falar da sua existência nas margens do rio Cambo, lá para os lados do Quela. O guarda da reserva conta-nos que certa noite, uma manada de palancas gigantes entrou na povoação de Capunda, não quis acreditar nisso, mas o Chefe Sousa Chato, com o seu ar digno e respeitável, garante-me que é verdade, outra voz diz que que tem a certeza da existências de palancas pretas gigantes fora da reserva: no outro lado do Quanza (Andulo, Nhareia, e na margem direita do Luando, no posto de Sautar.
 
De história em história, a noite ia avançando, as conversas e palavras amorteciam, os diálgos perdiam a alma e vão ficando só monólogos e o cançaso vai entorpcendo os corpos. cai a noite e no Mulundo começa o silêncio e a paz.
 
Uma admirável e inesquecível paz !!
 
Finalmente o dia nasce e a caminhada em busca do contacto com a palanca preta gigante, prossegue… finalmente o espectaculo inesquecível… na orla da mata, ali onde começa a grande anhara,  lá estavam elas, umas quinze, talvez mais, pastando descansadamente, que quadro maravilhoso, que beleza de animais… espanto, admiração, gratidão… vi as palancas pretas gigantes. 
 
Obrigado Chefe Tobias de Sousa Chato, a si  devo esta memória no tempo !
 
 
O que é a Palanca Negra Gigante?
 
  1. A palanca negra gigante (Hippotragus Niger Variani) é uma subespécie endémica de Angola que só existe na província de Malanje. 
  2. Existem outras espécies de palancas? A vermelha (roan), que tem apenas uma raça, ou sub-espécie.  E a preta (sable) tem quatro raças: a palanca comum, a kirk, a shimba e a gigante (Angola). 
  3. Como pode ser reconhecida? A Palanca Negra Gigante mede de 1,90 a 2,50 metros e pesa entre 200 e 270 quilos. É reconhecida pelo tamanho dos seus belos chifres (o recorde do mundo é de 1,62 metros) que são a sua melhor arma de defesa e de ataque, longos e paralelos, curvados para trás. Há outros sinais visíveis tais como não ter uma faixa branca no focinho.
  4. Quem a descobriu? Frank Varian, em 1909, um engenheiro belga que trabalhava nos caminhos-de-ferro de Benguela. Graças aos seus cornos distintivos, é considerado como o mais belo e nobre de todos os antílopes.
  5. Onde pode ser encontrada?
  6. É dos grandes mamíferos mais raros do mundo, com uma distribuição geográfica muito restrita. Em Angola só pode ser vista em dois locais: o parque de Cangandala e a Reserva do Luando, ambos na província de Malanje. Nunca foi confirmada a sua presença fora destes locais. E nunca foram exportados quaisquer exemplares vivos de palancas negras gigantes para outras reservas, centros de reprodução ou jardins zoológicos. 
  7. Desde quando foi considerada uma espécie protegida?
  8. A palanca negra gigante está incluída, desde 1933, na lista de espécies sob protecção absoluta (Classe A) 
  9. pela Convenção para a Protecção da Fauna e Flora Africana. Está também listada pela CITES (Convenção Internacional para o Intercâmbio de Espécies Selvagens de Fauna e Flora) e na Lista Vermelha da IUCN como uma espécie “criticamente ameaçada”. 
  10. O que se está a fazer em Angola para a proteger? Foi criado o Santuário da Palanca Real em 1938, depois elevado à categoria de Reserva Natural Integral do Luando em 1955. Dois anos depois, para protecção adicional contra a caça furtiva, foi estabelecida uma multa de cem mil dólares pelo abate de cada animal. Após a descoberta de manadas de palancas na área da Cangandala criou-se, em 1963, a Reserva Natural da Cangandala que, em 1970, foi declarada como um Parque Nacional.
  11. Quais são os principais hábitos da espécie? A palanca negra gigante vive em terrenos arborizados, em “haréns” de 10 a 30 animais, com um macho dominante ou em grupos celibatários de machos, sempre junto a cursos de água permanentes. O seu período activo ocorre durante o início da manhã e ao cair da tarde. Alimenta-se de ervas e folhas.
  12. Quem são os seus inimigos? Os seus principais predadores são a hiena, o leão e o leopardo. Mas o pior de todos é, sem dúvida, o homem. Por ter sido caçada até à exaustão chegou a julgar-se que a espécie já estava extinta.
  13. Quando é que pode ter crias? A palanca negra gigante atinge a maturidade sexual entre os 2 e 3 anos de idade. O período de gestação é de 9 meses. Na estação húmida a fêmea gera uma cria que desmama aos 8 meses. A mãe mantém-a escondida durante os primeiros dez dias de vida.