Paulo Portas desmente compra em nome do MPLA

kalola Store

Paulo Portas negou ontem ter sido contratado por um grupo angolano, afecto ao presidente do MPLA e ex-presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, para negociar a compra da Cofina ( dona do Correio da Manhã e da CMTV).

Questionado sobre a notícia revelada pelo site angolano Club K de que o ex-vice-primeiro -ministro estaria a mediar as negociações para a compra da Cofina, Paulo Portas disse ao CM:
“Quando quis fazer jornais, fiz, não tenho vocação para intermediário dos jornais dos outros “, afirmou.

O ex-governante adianta ainda que tem “em bastante conta o engenheiro Paulo Fernandes (presidente da Cofina) como empresário.

Fonte: CM

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.