Portadores de Autismo (Não Verbais)

Os portadores de Autismo têm inúmeras particularidades, as limitações e as formas de comunicação variam de pessoa para pessoa.

Com autistas não-verbais é necessário que se encontrem formas de comunicação tanto para o portador de autismo como para quem com o mesmo lida.

Entenda que para além da limitação verbal pode existir também a limitação no entendimento daquilo que ele deseja expressar.

Muitas das vezes você terá que explicar ao autista como ele se sente.

Parece complicado e absurdo, você explicar a uma determinada pessoa como ela se sente, mas partindo do princípio que nada no mundo do Autismo é convencional e definido, você terá que aprender a ser versátil.

Imagine sentir uma forte dor de estomago e não conseguir explicar que dor sente ou até nem sabe de que dor se trata.

Frustrante, não?!

Cabe a você ensinar ao portador de autismo como se expressar sempre que sentir uma dor, uma vontade, desejo…

Contorça se se for necessário, faça caretas, desde que ele aprenda a manifestar o que sente de forma compreensível, tudo é aceitável!

Preste muita atenção às expressões faciais e atitudes fora do habitual, o silêncio às vezes fala bem mais que palavras.

Nunca compare os métodos de comunicação de um determinado autista com os do seu filho, cada um tem a sua maneira de ser e de comunicar, cabe a você descobrir, entender e aplicar o método de comunicação do seu filho.

Fonte: Lusa

Deixe o seu comentário