Portugal: PGR confirma abertura de inquérito autónomo a Carlos Silva

Gearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion

Esta sexta-feira, a Procuradoria-Geral da República de Portugal (PGR) confirmou a abertura de um inquérito autónomo que serve para investigar a alegada participação do ex-presidente do BPA Angola e Europa, Carlos Silva, e o advogado Daniel Proença de Carvalho, no caso de corrupção que envolve Orlando Figueira e o ex-vice-presidente de Angola, Manuel Vicente.

O inquérito foi desencadeado por um inquérito do procurador Orlando Figueira ao qual o programa Sexta às 9 da RTP teve acesso.

De acordo com a mesma estação de televisão, o requerimento está assinado por Orlando Figueira e entrou na PGR há mais de um mês .

Recorde-se que em Junho do ano passado o semanário O Sol já tinha noticiado que Carlos Silva e Daniel Proença de Carvalho se encontravam na mira do Ministério Público.

Embora saindo do Atlântico Europa e BPA em Angola, Carlos Silva vai entrar noutras áreas da economia. No comunicado enviado às redacções em Dezembro último, é indicado que “Carlos José da Silva accionista fundador do Banco Atlântico Europa, passa a assumir a liderança accionista de uma iniciativa de investimento com impacto económico-social, sobretudo em países de África e América Latina”.

Conceicão Lucas é desde Dezembro, a nova presidente do conselho de administração do Banco Atlântico Europa, sucedendo, assim, a Carlos Silva. A equipa continua a ter Diogo Cunha como presidente executivo. Os administradores Pedro Leitão, Augusto Baptista e José Burity permanecem em funções, juntando-se a eles Carolina Welsh e Cândida Peixoto.

Fonte : Jornal i

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.