Portugueses detidos no Brasil com duas toneladas de haxixe

kalola Store

Dois portugueses foram detidos na noite de quinta-feira, no Brasil, depois de terem sido apanhados com quase duas toneladas de haxixe, de Marrocos, adiantou nesta sexta-feira a polícia militar do estado brasileiro do Ceará. Os indivíduos têm 41 e 27 anos e as autoridades, diz o jornal O Povo, falam num terceiro suspeito, também português que estará em fuga.

A apreensão ocorreu na cidade de Fortim e os portugueses foram conduzidos para a sede da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DC-TD), em Fortaleza. A polícia militar diz que os dois portugueses não possuem antecedentes criminais, foram capturados em separado e não ofereceram resistência às autoridades.

“Em posse das informações acerca de um imóvel, onde havia indícios que era utilizado para armazenar produtos ilícitos, a equipa diligenciou até o local, na Rua João Sapurana [em Fortim], onde localizou o primeiro estrangeiro”, refere o comunicado da Polícia Civil brasileira.

O português de 41 anos “não ofereceu resistência ao ser questionado sobre a droga”. Num dos quartos dessa habitação, “os policiais militares localizaram a mercadoria separada em 62 fardos, que exalavam um cheiro forte no ambiente”. Feita a primeira detenção, a polícia identificou que existia mais um suspeito no esquema, mas que não se encontrava nessa casa. O homem de 27 anos foi apanhado num “segundo local”, diz a autoridade.

De acordo com as informações recolhidas pela polícia, a droga apreendida seria distribuída pelas regiões do nordeste, norte e sul do Brasil.

“Nós imaginamos que [a droga] tenha vindo do Norte da África, próximo da Península Ibérica, pelo oceano. Em território brasileiro, foi transportada para uma embarcação de menor porte, e ela atracou em algum cais marítimo em Fortim”, disse aos jornalistas o delegado da DCTD, Ismael Araújo.

As autoridades da região não têm registo de uma apreensão de droga desta dimensão. O jornal O Povo escreve que esta é a maior apreensão de haxixe da história do Brasil, estando a droga avaliada em 2,3 milhões de euros (10 milhões de reais).

“Desse tipo de droga não há notícia que tenha ocorrido no passado uma apreensão desse montante no Brasil. Na Europa, em Dezembro do ano passado, ocorreu uma apreensão de mais de duas toneladas também de haxixe”, explicou o delegado.

No entanto, os “dados terão de ser aprofundados pela investigação”, acrescentou. Além dos estupefacientes, a Polícia Militar também apreendeu “duas carrinhas, mais de mil euros e outros aparelhos electrónicos”.

Fonte: Público.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.