Portugueses levam Facebook a tribunal

kalola Store

A Associação de Defesa do Consumidor (DECO) avançou na passada semana (dia 26 de Novembro) para tribunal com uma queixa contra o Facebook, em que exige indemnizações para os milhares de portugueses que foram afectados pelo uso indevido dos seus dados.

Segundo a associação de defesa do consumidor, cada lesado tem direito a, pelo menos, 200 euros por cada ano desde a data de adesão à rede social. Considerando que o Facebook chegou a Portugal em 2008, o valor poderá chegar aos 2 mil euros para os utilizadores que têm perfil desde esse ano.

Num comunicado partilhado no site oficial, a DECO explica que os consumidores que pretendam juntar-se neste processo contra a rede social de Mark Zuckberg “devem preencher o formulário disponível” online, e já existem 16.000 inscritos. E alerta que os utilizadores que não se inscreverem “podem ter de contactar o Ministério da Justiça para verem os seus créditos reconhecidos”.

Esta não é uma acção isolada da DECO. As suas congéneres da Bélgica (Test-Achats), Espanha (OCU) e Itália (Altroconsumo) também entregaram accões em tribunal contra o Facebook, com o qual se reuniram em Abril, em sequência do escândalo da Cambridge Analytica que afectou cerca de 63 mil portugueses.

Na altura, a multinacional prometeu “avaliar uma possível compensação dos utilizadores cujos dados tenham sido abusivamente utilizados”. Contudo, até à data, “não houve qualquer proposta”, seguindo o caso para a Justiça.

Fonte : CM.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.