Presidente angolano inaugura memorial que eterniza Batalha do Cuito Cuanavale

O Presidente angolano inaugurou hoje o Memorial à Vitória da Batalha do Cuito Cuanavale, na província do Cuando Cubango, que impulsionou o fim do apartheid na África do Sul e a independência da Namíbia.

José Eduardo dos Santos descerrou a placa daquela infraestrutura que simboliza a célebre batalha do Cuito Cuanavale, travada a 23 de março de 1988, que opôs as ex-Forças Armadas Populares de Libertação de Angola, auxiliadas por tropas cubanas, a militares da África do Sul, no sudeste do país.

A infraestrutura em forma de pirâmide, erguida num espaço de 3,5 hectares, é constituída por um monumento em memória aos soldados que participaram dessa batalha, outro monumento dedicado à bandeira, um museu a céu aberto, com a exposição de equipamentos militares utilizados e capturados aos opositores durante a batalha, e a chama eterna do memorial.

A obra, entregue ao Gabinete de Obras Especiais, em 2014, tinha inicialmente um prazo de conclusão de 18 meses, mas devido à crise económica e financeira que Angola enfrenta desde essa altura, em consequência da baixa do preço do petróleo no mercado internacional, registou um atraso de cerca de 12 meses.

Em 2010, teve início o processo de desmatação da área de cerca de 60 hectares, para a execução de um pequeno monumento e um conjunto de edifícios, para vários tipos de serviços, entre os quais se destaca o museu pirâmide e o monumento aos soldados, inicialmente com cerca de seis metros de altura, passando a 21 metros e o monumento da bandeira, com 55 metros de altura.

O espaço, que inclui ainda uma biblioteca, nesta primeira fase, prevê para a sua segunda etapa de construção, a edificação de uma vila turística, com 120 apartamentos, uma piscina, dois restaurantes, centros sociais e comerciais e 12 residências protocolares, para criar condições infraestruturais com vista a impulsionar visitas ao local.

Fonte: Lusa

Deixe o seu comentário