Mundo

Presidente do Grupo Banco Africano de Desenvolvimento encerra visita de três dias aos EAU

O Presidente do Grupo Banco Africano de Desenvolvimento (www.AfDB.org), Dr. Akinwumi A. Adesina, encerrou uma visita oficial aos Emirados Árabes Unidos (EAU) na sexta-feira. A visita de três dias cobriu os compromissos no Dubai e Abu Dhabi.

A visita – que decorreu paralelamente à Cimeira Mundial do Governo e aos dias de encerramento da Expo 2020 Dubai – explorou potenciais parcerias de investimento estratégico em África entre o Grupo Banco Africano de Desenvolvimento e os EAU, em energia renovável, agricultura e produção alimentar.

Sua Alteza, Xeque Maktoum Bin Mohammed Al Maktoum, Vice-Primeiro Ministro e Ministro das Finanças dos Emirados Árabes Unidos, e o líder do Banco Africano de Desenvolvimento discutiram oportunidades estratégicas que reforçariam os laços económicos entre os EAU, o Banco e África.

Aplaudindo a liderança excecionalmente visionária dos EAU, Adesina afirmou: “Há muito que África pode retirar do notável sucesso dos Emirados Árabes Unidos, no que os EAU têm feito, utilizando os seus recursos, o seu impulso e determinação para desenvolver o país no que é hoje, é altamente impressionante. Estamos desejosos de ver os EAU tornarem-se um parceiro de investimento ainda mais valioso e significativo em África. Os EAU têm sido um participante altamente valorizado no Fundo Africano de Desenvolvimento, o braço de empréstimo concessionário do nosso Grupo Bancário que apoia países de baixo rendimento desde 1978. Esperamos que, a dada altura, possamos acolher os EAU como membro do Banco Africano de Desenvolvimento”.

Adesina também realizou uma série de reuniões bilaterais com outros destacados membros do governo e chefes de empresas paraestatais dos EAU, incluindo discussões com o Ministro de Estado para a Cooperação Internacional, Sua Excelência Reem Al Hashimy – que é também Diretor Executivo da Expo 2020 Dubai – e o Ministro de Estado para os Assuntos Africanos, Sua Excelência Sheikh Shakhbout bin Nahyan bin Mubarak Al Nahyan.

Ao receber o líder do Banco Africano de Desenvolvimento, o Ministro de Estado responsável pelos Assuntos Africanos, Sua Excelência Xeque Shakhbout, falou sobre o desejo dos EAU de ajudar os países africanos a diversificar as suas economias, fornecer apoio de valor acrescentado às pequenas e médias empresas, explorar potenciais oportunidades de investimento em habitação social, e ligar as jovens empresas de fintech (tecnologia financeira) africanas a inovações que lhes permitam crescer e prosperar no continente.

O Presidente do Banco Africano de Desenvolvimento e o Diretor-Geral do Fundo de Abu Dhabi para o Desenvolvimento, Sua Excelência Mohammed Saif Al Suwaidi, assinaram também um memorando de entendimento para uma colaboração mais estreita, em nome das suas respetivas instituições.

“Consideramos que o Banco Africano de Desenvolvimento é o ‘think tank’ (centro de pesquisa) do continente, acreditamos que África é a próxima fronteira de crescimento do mundo e não queremos perder isso”, disse Suwaidi.

Adesina e Sua Excelência, o Sultão Bin Sulayem, CEO da Dubai Ports World, o maior operador portuário mundial, com 78 terminais marítimos e interiores em mais de 60 países, realizaram discussões substantivas. O Banco tem financiado ativamente projetos de infraestruturas portuárias em África. Adesina e Sulayem discutiram a cooperação de investimento que ligaria os portos africanos a centros industriais e de energia renovável, incluindo a produção de alimentos e agroprocessamento.

Foram realizadas discussões igualmente produtivas com o Dr. Mohamed Jameel Al Ramahi, CEO da Masdar, uma empresa inovadora de energia renovável de Abu Dhabi; e com Sua Excelência Ahmed Saeed Al Calily, CEO e líder de Estratégia e Risco da Mubadala, um investidor soberano que gere uma carteira diversificada de ativos dos EAU e globais; com altos funcionários da TAQA, uma empresa líder em energia dos EAU; e com a Abu Dhabi Investment Authority (ADIA).

Em destaque nas discussões estiveram as sinergias de investimento entre a iniciativa de energia Etihad 7 dos EAU e a iniciativa Desert to Power (Do Deserto À Energia) do Banco Africano de Desenvolvimento, com um potencial combinado para fornecer energia renovável a 350 milhões de pessoas.

Como orador principal no Fórum Anual de Investimento do Dubai e durante reuniões com os principais líderes governamentais, empresariais e de investimento, Adesina destacou o potencial largamente inexplorado do continente em vários setores, o conhecimento inigualável do banco sobre o panorama de desenvolvimento e investimento em África, e os instrumentos de gestão de risco das instituições.

O presidente do Banco Africano de Desenvolvimento fez convites aos principais líderes e instituições para participarem na próxima edição do Fórum Africano de Investimento, a principal plataforma de investimento em África, em novembro de 2022. O Fórum Africano de Investimento, fundado pelo Banco e sete outras instituições parceiras, atraiu mais de 100 mil milhões de dólares em interesses de investimento em África desde a sua criação em 2018.

O Grupo Banco Africano de Desenvolvimento é o principal investidor em infraestruturas de África e a única instituição financeira com classificação Triplo A do continente.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo
%d bloggers like this: