Processo Fizz: Empresa de enteado de Manuel Vicente pagou 950 mil euros a Carlos Silva

No despacho da procuradora Maria Leonor Machado, que pede a extracção de certidão contra Carlos Silva e Proença de Carvalho para juntar ao inquérito em investigação, a magistrada revela que a 18 de Janeiro de 2012 Carlos Silva recebe na sua conta do Millennium BCP uma transferência de 950 mil euros.

A razão desta transferência não é conhecida, mas a autoria da transferência é da empresa Persinger -Gestão de Investimentos SA. Esta sociedade tem como accionista maioritário Edmilson de Jesus Martins, enteado de Manuel Vicente.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Aliás, num outro registo junto ao processo a mesma sociedade declara, num documento datado de 15 de Maio de 2012, que entregou a Edmilson Martins, a pedido deste mais de três milhões de dólares em 2010 a título de “antecipação de dividendos”. Dinheiro que seria utilizado para a compra de um lote de acções do banco BIG, posteriormente vendidas.

O Ministério Público de Portugal abriu um inquérito para investigar a actuação de Carlos Silva e Daniel Proença de Carvalho, na sequência da queixa apresentada por Orlando Figueira em Dezembro. O despacho da procuradora que pede a extracção de certidões foi assinado no dia 25 de Maio, um dia depois da acção cível do procurador.

Fonte: CM.

Deixe o seu comentário