Programa do FMI em Angola tem riscos significativos

kalola Store

A agência de notação financeira Moody’s considera que o programa de apoio do Fundo Monetário Internacional (FMI) “aos importantes esforços do Governo” de Angola para implementar reformas tem “riscos significativos de aplicação” e de atrasos.

No relatório detalhado que explica a decisão de descer o ‘rating’ de Angola, no final da semana passada, e a que a Lusa teve hoje acesso, os analistas escrevem que “apesar de o Governo estar empenhado em avançar com reformas estruturais, os riscos de execução podem atrasar a implementação do programa do FMI e há desafios importantes que permanecem a médio prazo”.

O relatório reconhece que “o Governo está empenhado em prosseguir as reformas estruturais” anunciadas pelo novo Presidente angolano desde Agosto do ano passado e explica que “a abordagem de Angola ao FMI sustenta a implementação do plano económico do Governo, mas os riscos são significativos”, a começar pela “limitada diversificação da economia”, mas também a “falta de concorrência e a elevada burocracia”, além da “relativamente incipiente infraestrutura”.

Fonte: Lusa

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.