Raiva matou 36 pessoas este ano na província do Bié

Segundo o responsável, o total de óbitos registados, de Janeiro até à presente data, representa um aumento em mais 22 mortes comparativamente ao mesmo período de 2017.

A capital da província, Cuito, foi a que registou o maior número de óbitos (12) do total de mortes, seguido do município do Andulo (11).

Freitas Satchinguangua informou que este ano foram registados 1.442 casos de mordeduras de cães, igualmente um aumento relativo ao mesmo período de 2017, com a notificação de 1.342 casos.

Há dois meses que a província se encontra sem vacinas antirrábicas, situação que leva as autoridades sanitárias a orientarem os pacientes a procurarem ajuda em clínicas privadas.

Fonte: Lusa

Deixe o seu comentário