RIL angolanas caem abaixo dos dois dígitos pela primeira vez em 13 anos

kalola Store

As Reservas Internacionais Líquidas (RIL) caíram, pela primeira vez em 13 anos, para valores abaixo dos dois dígitos, ao atingirem os 9.665 milhões de dólares a 18 de Agosto deste ano, de acordo com dados preliminares publicados no site do Banco Nacional de Angola (BNA). Desde Junho de 2007 que as RIL nunca tinham baixado desta barreira. Depois de em Abril de 2013 se ter registado o valor mais alto de sempre, ao atingir os 33.912 milhões de dólares, a partir daí teve início uma tendência de queda (apesar de algumas subidas).

Desde o início de 2020, estas reservas geridas pelo BNA já caíram quase 15%. A justificar a queda das RIL está a redução das receitas em moeda estrangeira com origem nas exportações, sobretudo de petróleo, a principal commodity exportada e que representa 94% das vendas ao exterior. Esta situação deve-se ao facto de nos últimos meses esta matéria-prima ter sofrido uma queda abrupta dos preços e enfrentar, também, uma quebra de produção em Angola face a anos anteriores.

Acresce ainda o facto de o “adiamento da reunião do conselho de administração do Fundo Monetário Internacional (FMI), ter também condicionado a entrada da nova tranche ao abrigo do Programa de Financiamento Alargado”, na ordem dos 500 milhões de dólares, revelou fonte do BNA à Vivências Press News.

Apesar de o banco central ter já feito várias intervenções no mercado cambial, com introdução de medidas que, na sua essência, tinham o objectivo de controlar a base das RIL, a verdade é que não tem conseguido travar a queda.

No entanto, segundo a fonte do BNA, o regulador considera que o quadro de queda das RIL teria sido pior se, nos últimos dois anos, o banco central não tivesse avançado com alterações da política cambial que visaram a flexibilização da moeda.

“Se não tivéssemos tomado as medidas de ajustamento cambial, a situação seria verdadeiramente alarmante”, aponta a fonte.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.