Sauditas constroem cidade de 500 mil milhões de dólares com chuva artificial e dinossauros robô

O príncipe saudita Mohammed Bin Salman quer construir uma cidade que vai custar 500 mil milhões de dólares com características futuristas que desafiam a realidade actual, avança o The Wall Street Journal.

A publicação norte-americana cita relatórios elaborados pelas consultoras Mckinsey, Boston Consulting e Oliver Wyman, que terão dado os seus contributos para a criação da cidade.

publicidade

Neom foi o nome escolhido para baptizar este mega-projecto, que deverá ser plantado no meio do deserto mas destacar-se completamente do ambiente envolvente.

A inovação vai estar presente em todos os eixos da cidade, incluindo no céu. Os relatórios das consultoras consideram a instalação de uma lua gigante artificial, que deverá ser iluminada todas as noites. No mesmo plano, considera-se a introdução de nuvens artificiais que permitam produzir chuva, ultrapassando as limitações naturais de um deserto. Ainda a cruzar os céus poderá estar um serviço de táxis-voadores.

Já as ruas terão drones a sobrevoá-las como complemento de um dos sistemas de segurança mais avançados que existem , sugerem as consultoras. Câmaras e sistemas de reconhecimento facial irão controlar todos os cidadãos constantemente.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Nas escolas, a tecnologia que se destaca são os professores holográficos, que farão parte de um “sistema de educação líder no mundo”, lê-se nos relatórios.

No que toca ao entretenimento, o objectivo é conseguir “a maior taxa de restaurantes com estrelas Michelin por habitante” do globo. Na costa, o destaque vai para a praia com areia que brilha no escuro. Mas para quem prefira um ambiente alternativo, poderá existir uma ilha inspirada no filme Jurassic Park, onde os visitantes e residentes contarão com a companhia de dinossauros robô.

A construção da cidade já havia sido anunciada por Bin Salman em 2017, numa conferência em Riade. Surgem contudo questões sobre como será financiado este projecto. Algumas pessoas envolvidas disseram que a fase inicial de planeamento já foi financiada com algum dinheiro externo.

A Neom é a peça central dos planos do príncipe saudita para modernizar o país até 2030. Um dos objectivos é diversificar a economia de forma a depender menos dos combustíveis fósseis.

Fonte: Negócios

Deixe o seu comentário