SIC deixa Isabel dos Santos a “tertuliar” sozinha nas redes sociais, mas não desmente cobrança “gananciosa”

Em declarações ao jornal português Negócios , fonte da SIC limitou- se a declarar que a preocupação do canal português detido pelo empresário Francisco Pinto Balsemão, se prende ” essencialmente com a liberdade de informação e com a prestação de serviços de qualidade aos seus clientes ” .

Por isso, prosseguiu a mesma fonte, ” não vai deixar- se enredar em tertúlias nas redes sociais “, desvalorizando assim a mensagem partilhada ontem, 8 de junho, por Isabel dos Santos no Twitter.

Segundo a empresária, a decisão da sua operadora de TV ZAP de retirar os canais SIC, nomeadamente a SIC Internacional e a SIC Notícias, da grelha de programação deveu- se à ” ganância comercial ” do empresário português Francisco Pinto Balsemão, dono da estação SIC.

Na sua publicação, Isabel dos Santos explicou que a televisão portuguesa cobrou um milhão de euros anuais pela transmissão desses dois canais, valor que considera ” demasiado caro ” face aos preços praticados no mercado. A empresária deu como exemplo os casos dos canais BBC e a AL Jazeera, cujos canais custam 33 mil e 66 mil euros, respectivamente.

Fontes : SIC, Novo Jornal.