Simbolismo da ligação Angola Portugal

Assumimos que a Comunidade de Países em Língua Portuguesa, constituída há mais de duas décadas, deve rever urgentemente o seu tratado de base e adaptá-lo à realidade global que vivemos. O que está estatuído são relações entre os Governos dos Países integrantes, mas da dita sociedade civil, ou, por exemplo, da sociedade económica e também da cultural entre outras áreas da cidadania, têm surgido impulsos que obrigarão à revisão daqueles tratados de base.

Sem desconsiderar os restantes países, Angola e Portugal vivem um período de denominadores comuns e pensamento que atravessam a maioria dos cidadãos, que podem e devem impulsionar as alterações devidas. Simbolicamente, constatamos que há dois meses no ano com datas relevantes na História de cada país.

Referimo-nos aos meses de Abril e Novembro. No caso de Angola, no nosso ponto de vista, 4 de Abril e 11 de Novembro são relevantes, ao invés Portugal tem os dias 25 de Abril e 25 de Novembro.

Qual a razão para invocarmos estas datas? São um exemplo do que há a fazer nesta longa caminhada que une estes dois países, podendo alargar-se aos restantes que integram a CPLP, são marcos que não podem deixar de ser comemorados e com informação às gerações mais novas, para que estes assumam a consciência de que o progresso económico e a procura do bem-estar das populações tem marca indelével nas mudanças de ciclo, ocorridas naquelas datas.

Por outro lado, importa incluir nos curricula escolares de todos os países de expressão em língua portuguesa conhecimento das comunidades irmãs, convictamente serão contributos para atenuar revoltas, racismo e marcas negativas pontuais que têm dimensão na comunicação social numa proporção não adequada.

Não acreditamos na abolição de classes, mas acreditamos e respeitamos a dignidade do ser humano em qualquer parte do mundo em especial no espaço de língua portuguesa.

Por isso, a partir de certos símbolos podemos e devemos tudo fazer para contribuir para a alteração do papel da cidadania.

                                                                  Zeferino Boal

                                                               Zef007@ymail.com

Deixe o seu comentário