Sonangol afasta saída do banco BCP

A Sonangol rejeita estar a preparar a saída do banco BCP. O desmentido da petrolífera estatal angolana surge depois de o jornal Expansão ter noticiado que estaria prestes a fechar o plano de desinvestimento no sector financeiro e que nesse plano estava também incluída a venda da participação no banco gerido por Miguel Maya.

Fonte oficial da Sonangol garantiu ao jornal Negócios que não está em curso qualquer processo de alienação da participação que a petrolífera angolana detém no banco português. Numa declaração escrita ao Correio da Manhã, Miguel Maya explica que ” o plano de desinvestimento da Sonangol no sector financeiro não é novidade”.

publicidade

” O BCP tem contacto permanente com os representantes do accionista Sonangol e pode confirma que não há qualquer alteração à posição que oportunamente foi dada a conhecer por fontes oficiais ao mercado”.

A petrolífera estatal angolana detém 19,5% do BCP. O Presidente da República, João Lourenço, já tinha afirmado quando visitou Portugal em Novembro do ano passado, que a posição da Sonangol no BCP era para manter .

O BCP pagou recentemente 5,9 milhões de euros em dividendos à petrolífera angolana.

Fonte: CM

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Deixe o seu comentário