Sonangol esteve hoje “desligada” do país e do mundo

Enquanto Angola e o mundo registavam os trabalhos do segundo dia da Conferência Internacional de Petróleo e Gás, na sede da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), os trabalhadores viveram nesta quarta-feira, 05 de Junho, um verdadeiro dilema, pois, todo o sistema informático da Sonangol esteve inoperante durante o dia . A Sonangol esteve hoje, “desligada” do país e do mundo, enquanto os seus administradores admitiam uma “ligação” ao país e ao mundo.

“Por volta das 08h:00 da manhã de hoje, todo o sistema informático e computadores da Sonangol foram abaixo. Foi assim durante todo o dia e enquanto assistíamos membros do conselho de administração a ‘darem o show ‘durante a conferência internacional do petróleo e gás . O que é certo é que não houve qualquer informação interna sobre o assunto “, afirmou uma fonte da Vivências Press News na Sonangol.

De recordar que há precisamente duas semanas, a sede da Petrolífera também esteve parada sem energia durante mais de 4 horas, e até a presente data não há qualquer justificação sobre estas falhas e paragens e ninguém foi responsabilizado por isto.

publicidade

“Hoje a Sonangol não produziu. Enquanto tinha meios e pessoal na conferência internacional de Petróleo e Gás numa espécie de ‘show off’, aqui os trabalhadores ficaram o dia todo sem trabalhar porque não havia sistema. Quanto custou ao país este dia de paralisação? E mais grave é que não tiveram a coragem e consideração de informar os trabalhadores. É muito complicado. “, disse um funcionário da empresa.

Neste momento há um clima de descontentamento no seio dos trabalhadores e de “caça às bruxas ” na empresa, segundo avança a mesma fonte.

“Há um clima de intrigas, injustiças e perseguições neste momento na Sonangol. Não se conhece uma estratégia mas só se verificaram esquemas e luta de interesses . Os trabalhadores estão preocupados e desmotivados . Hoje a conversa na empresa foi essa. Há um clima de incerteza “, confirmou o mesmo funcionário.

Deixe o seu comentário