Standard Bank de Angola apresentou o Projecto Heróis de Azul

No âmbito da sua política de responsabilidade social, o Standard Bank de Angola apresentou à imprensa e convidados o Projecto Heróis de Azul, durante o pequeno-almoço no Magistério Mutu-ya-Kevela.

O projecto com dois anos de existência, surgiu na sequência dos apoios prestados pela instituição bancária a hospitais e organizações médicas, que já realizavam acções de saúde nas comunidades. Os apoios prestados eram essencialmente em questões administrativas e na disponiblização de medicamentos e material hospitalar.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

O encontro teve a presença de entidades governamentais, entre as quais a secretária de Estado para os Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste Januário, que fez questão de dirigir algumas palavras de consideração pela criação dos Heróis de Azul.

Que este projecto social e de envolvimento da responsabilidade social do Banco continue. Estamos numa escola e, pelo número de estudantes, este pode ser o lugar ideal para que o projecto possa recolher e incentivar pessoas a juntarem-se como voluntárias.

“Hoje, falamos da responsabilidade das empresas. No âmbito dos princípios das Nações Unidas e do sector empresarial privado, não fica bem na ‘fotografia’ por exemplo, ter um projecto de um resort e à volta estarem pessoas a viver em condições sub-humanas. Acaba por mostrar injustiça para quem está do outro lado. Daí a necessidade de o sector empresarial olhar para o potencial à sua volta. Desejo que continuem e que se estimule os Heróis de Azul e espero que todos possamos passar a palavra e que haja outros heróis de azul, de preto, de vermelho, de amarelo…”, formulou a governante.

Actualmente os Heróis de Azul têm uma Clínica Móvel e mais de 115 voluntários de diferentes áreas e níveis de actuação, entre o quais se encontram colaboradores do Standard Bank, que participam para ajudar as comunidades a atender as suas necessidades básicas de saúde e educação. Acima de tudo, o objectivo é melhorar a qualidade de vida dessas comunidades, dando-lhes ferramentas e oportunidades.

Com a aquisição da Clínica Móvel, conseguiu-se alcançar maior número de pessoas, melhorar a assistência prestada não só em Luanda, como noutras províncias e aumentar o leque de serviços, como as consultas deCclínica Geral, Oftalmologia, Estomatologia, Otorrinolaringologia, Oncologia e Fisioterapia.

Jelson Domingos, responsável pelo projecto, e membros da equipa junto à clínica móvel

Desde o início, o projecto já causou impacto em mais de 20.000 vidas, com consultas médicas, palestras, entrega de donativos, recuperação de infra-estruturas, realização de torneios inte-escolares, entre outros.

Luís Miguel Fialho Teles, presidente da Comissão Executiva do Standard Bank de Angola, salientou a importância de estarmos próximos das comunidades mais carenciadas.

O Standard Bank é um Banco que acredita que não é apenas a actividade financeira que é importante para ser um banco de sucesso.

“Por isso, consideramos que somos Mais que um Banco e, mais que um banco quer dizer que não estamos apenas preocupados com os nossos clientes em poder dar-lhes crédito ou utilizar as suas poupanças para incentivar investimentos em Angola, mas que também temos uma grande preocupação em envolver as nossas comunidades. Faz parte dos nossos valores e queremos investir nessas comunidades”, afirmou.

Jelson Domingos, responsável pelo projecto Heróis de Azul, mostrou a sua satisfação durante o discurso de apresentação.

Jelson Domingos

Com esta iniciativa o Standard Bank demonstra que é um Banco disposto a contribuir para o desenvolvimento das pessoas, tendo a sua maior aposta em pilares que são determinantes para a promoção da sociedade.

“Todos podemos contribuir de alguma forma para a materialização das acções de apoio às comunidades, desde a partilha de informação, à participação em uma ou mais acções no terreno. Os Heróis de Azul pretendem elevar a sua capacidade de resposta aos desafios e que não são poucos”, concluiu.

Recorde-se que este projecto tem parceiros na área da saúde, como Médicos pela Vida, LACC, Carie Not, e na área da educação, a Associação ABC Alfabetizar.

Durante a apresentação, foi lançando o micro-site Heróis de Azul, que pode ser acedido a partir do site oficial do Standard Bank em www.standardbank.co.ao. A plataforma digital estará em funcionamento a partir do dia 12 de Junho e, além de reunir informações sobre o projecto, permite a todos os interessados saber como podem abraçar a causa na área do voluntariado e ao nível das doações.

Sobre o Standard Bank de Angola

O Standard Bank de Angola tem recebido diversas distinções, que contribuem activamente para a sua visibilidade no mercado local e internacional e para a alavancagem da sua reputação junto dos analistas e do mercado financeiro em geral.

14 comments

Muitos parabéns Assim vamos mudar Angola, é uma pena que o vosso trabalho é pouco divugado, mas força coragem e determinação para seguir em frente

Sou Assistente social, tenho feito parte dos fóruns também participei do 4ºforum de responsabilidade social, tenho projectos de intervenção as comunidades, mas o trabalho ainda não desenvolveu tanto. Por falta de apoio, porque a maior parte das nossas comunidades são muito carenciadas, Não pretendemos ser mais assistencialistas, mas com projectos sustentáveis.

Gostaria imenso de me voluntariar, sempre sonhei em fazer parte de um projecto desses e assim colocar sorriso no rosto de alguém

Boa tarde prezados senhores (a), antes de mais votos de boa jornada laboral. Em seguida pretendo saber , como posso candidatar-me a voluntário do projecto, Obrigado.

Boa tarde não sou doctor, apenas estudante, tenho um enorme desejo de fazer parte dos herois de azul, eu faço parte de uma associção solidaria, disposto e disponivel para grandes desafios.

Responder a Nassova pena Cancelar resposta