Suicídio é a segunda causa de morte dos 15 aos 55 anos em Angola

Pelo menos 2.500 pessoas suicidaram-se em Angola nos últimos cinco anos, a segunda principal causa de morte entre os 15 e os 55 anos, disse esta quinta-feira um responsável da Saúde Pública, manifestando empenho na redução dos transtornos mentais.

Segundo o director em exercício da Direcção Nacional de Saúde Pública, Manuel Eusébio, desde o início de 2016 até Setembro de 2019 mais de 85.700 pessoas tiveram acesso aos serviços da rede integrada de saúde, com a depressão a liderar o quadro dos transtornos mentais.

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

O stress, com destaque para os quadros de ansiedade, transtornos por abusos de substâncias psicoativas e a esquizofrenia, também consta da lista do quadro de transtornos mentais em Angola.

“O suicídio ocorre ao longo de toda a vida e é a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 aos 29 anos em todo o mundo e dos 15 aos 55 anos em Angola”, disse na abertura do acto central do Dia Mundial da Saúde Mental, que se assinalou esta quinta-feira.

Além disso, por cada suicídio existem dez tentativas em diferentes faixas etárias, adiantou.

Aumentar a disponibilidade dos serviços de saúde mental a nível primário “tendo em conta a morbidade identificada”, constitui um dos principais objectivos do Plano Nacional de Desenvolvimento Sanitário (PNDS 2012-2025), conforme frisou o responsável.

O PNDS prevê que até 2022 “pelo menos 30% das unidades sanitárias municipais” disponham de serviços integrados de saúde mental.

“O Executivo está preocupado em reduzir os transtornos mentais, integrando a saúde mental nos cuidado de saúde em geral e enfatizando a importância da prevenção e promoção das actividades de psiquiatria e saúde mental”, afirmou.

A elaboração de uma Política Nacional sobre Saúde Mental e Abuso de Substâncias e o respectivo plano estratégico, expansão da rede de intervenção comunitária são alguns dos desafios do sector, segundo Manuel Eusébio.

O acto, que teve lugar na Escola de Formação de Técnicos de Saúde de Luanda, decorreu sob o lema : “Juntos na Prevenção do Suicídio”.

Fonte: Lusa.

1 comments

O suicidio é a segunda causa de mortes em Angola na faixa dos 15 aos 55 anos . E não poderia ser de outra forma. As sequelas da guerra fraticida que começou em 1975 e se prolongou até 1992 são mais do que um factor influente dessa taxa de mortes. Atenção que a inclusão no serviço nacional de saúde de um serviço integrado de saúde mental em muitas unidades hospitalares é um grande passo para a redução dos suicidios que se verificam no País, necessário se torna um esforço de uma maior integração dessa faixa etária no mercado de trabalho fundamentalmente , assim como um acompanhamento clínico aos ex militares que de uma forma geral ainda sofrem do chamado traumatismo pós guerra e que noutros países são parte dos meios e métodos de recuperação psíquica dos desmobilizados.

Deixe o seu comentário