Angola quer produzir soro para tratar mordeduras de serpentes venenosas

Angola pretende produzir localmente, com o apoio de especialistas portugueses, brasileiros e cubanos, soro para tratar pessoas mordidas por serpentes venenosas. Precisa de 50 mil euros para avançar. Angola pretende vir a produzir localmente, com o apoio de especialistas portugueses, brasileiros e cubanos, soro antiofídico para tratar pessoas mordidas por serpentes venenosas, mas precisa de […]