TAP reforça oferta para Luanda e passa a voar ao domingo e de noite

A TAP anunciou esta quarta-feira o reforço da frequência de voos Lisboa-Luanda, que passam a realizar-se também ao domingo, e a mudança de horário para o período nocturno, para melhorar a ligação a outras cidades.

O anúncio foi feito esta quarta-feira em Luanda pelo responsável de marketing e vendas da transportadora aérea portuguesa, Abilio Martins, num evento que serviu também para apresentar o novo avião Airbus A330 Neo, que começou a fazer esta rota no início de Outubro.

publicidade

O responsável da TAP destacou que Angola” é um mercado estratégico” para a companhia o que motivou o reforço da oferta, em mais 20% a partir do próximo ano.

Os voos semanais vão passar de sete para oito ( um em cada dia da semana, excepto sexta-feira quando há dois voos), a partir de 15 de Dezembro, e passam a realizar-se em período nocturno, depois de 28 de Outubro.

“Isto vai permitir melhorar a conectividade com outros voos” optimizando as ligações de Angola para os Estados Unidos, Europa e Israel, o que segundo Abilio Martins é particularmente importante para os passageiros “corporate” (segmento empresarial).

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

A rota de Luanda é usada anualmente por cerca de 80 mil passageiros e Angola representa 28% da receita total das linhas da TAP em África, indicou o responsável, escusando-se a indicar o valor dos proveitos.

Este ano a TAP abriu novas rotas em África, passando a ligar Portugal à Guiné-Conacri, e tem anunciado para 27 de Outubro o início de voos para Banjul (Gâmbia).

“Para o ano, o objectivo é a estabilização e consistência das rotas”, adiantou a directora de marketing e vendas da empresa, Paula Canada.

Questionado sobre os relatos de indisposições que foram reportador na estreia dos novos modelos Airbus A330-900 neo, Abilio Martins garantiu que se tratam de “casos muito pontuais de odores não nocivos”, relacionados com o facto de o avião estar em início de operação, e que “tendem para zero”.

Até ao final de 2019, a TAP vai ter 21 destes aparelhos ao serviço, que são utilizados nas rotas dos Estados Unidos da América ( Nova Iorque/ JFK, Newark, Washington, Chicago, S. Francisco, Boston e Miami), nas rotas do Brasil, em especial São Paulo e Rio de Janeiro e, agora, Luanda.

Fonte : Lusa.

Deixe o seu comentário