UNITEL convoca assembleia-geral para substituir Isabel dos Santos

kalola Store

A UNITEL convocou uma assembleia-geral extraordinária de accionistas para o dia 22 de Setembro para eleição de um novo administrador que irá ocupar o lugar deixado vago por Isabel dos Santos.

A assembleia-geral foi convocada pelo presidente da mesa, Aguinaldo Jaime, e publicada na edição de sexta-feira, 21, no Jornal de Angola.

Isabel dos Santos anunciou em comunicado a semana passada que ia deixar o lugar na administração da operadora de telecomunicações UNITEL para evitar “um clima de conflito permanente e de politização sistemática dos administradores no conselho de administração da empresa, fruto das relações entre accionistas”.

“Numa altura em que a economia angolana e o mercado das telecomunicações atravessam condições económicas particularmente adversas, parece-me contraproducente e irresponsável permitir que um clima de conflito permanente e de politização sistemática dos administradores se instale no conselho de administração da empresa, fruto das relações entre accionistas”, lia-se no comunicado enviado às redacções.

A engenheira, que falava em “honra e o orgulho de ter construído uma das primeiras redes de telecomunicações em Angola e de ter participado no desenvolvimento desta empresa”, dizia que “este órgão da empresa deve ser ocupado por pessoas dedicadas e com um espírito de equipa, comprometidas com o trabalho rigoroso e produtivo, no interesse da empresa e dos seus colaboradores e clientes”.

“Nos anos em que liderei a UNITEl ou participei activamente na sua gestão, crescemos e realizámos um investimento de mais de 5 mil milhões de dólares na rede, equipamento e formação profissional, recorrendo inteiramente a receitas próprias e empréstimos bancários privados e sem qualquer apoio de fundos governamentais ou públicos”, referia Isabel dos Santos no comunicado.

A empresária, que foi presidente da empresa de telecomunicações até 2019, afirmava também que continuará a apoiar a UNITEL, contribuindo para o sucesso e desenvolvimento futuro da empresa, criada em 1999.

“Em nome do futuro de Angola, eu e as empresas que dirijo estaremos sempre ao lado do progresso, da economia e da criação de empregos e oportunidades para jovens angolanos.”

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.