Universidade do Porto acolhe colóquio “Agostinho Neto e os Prémio Camões Africanos”

Nos próximos dias 9 e 10 de Setembro (hoje e amanhã), decorrerá na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, o colóquio “Agostinho Neto e os Prémio Camões Africanos”, promovido pelo Centro de Estudos Transdisciplinares “Cultura, Espaço e Memória ” (CITCEM) e conta com o apoio da Fundação Dr. António Agostinho Neto.

O evento enaltece a obra poética de Agostinho Neto, no ano em que se comemoram os 40 anos da sua morte, e pretende também chamar a atenção para os seis escritores africanos a quem ao longo das trinta edições já decorridas, foi atribuído o Prémio Camões, nomeadamente, José Craveirinha (1991), Pepetela (1997), José Luandino Vieira (2006), Arménio Vieira (2009), Mia Couto (2013) e Germano Almeida (2018).

publicidade

Faça já a sua assinatura: formulário de assinatura
Contactos editoriais: jornalkandandu@gmail.com

Publicidade: vivenviaspress@gmail.com

Na terça-feira, dia 10, por altura do encerramento do colóquio, haverá a assinatura de um protocolo entre a Fundação Dr. António Agostinho Neto e a Faculdade de Letras da Universidade do Porto relativo à criação da Cátedra Agostinho Neto.

A sessão de abertura estará a cargo de Irene Neto e a intervenção de encerramento será feita por Maria Eugénia Neto, filha e viúva de Agostinho Neto respectivamente e ambas em representação da Fundação Dr. Agostinho Neto. Entre os oradores destacam-se nomes como Alberto Oliveira Pinto, Leonel Cosme, Luís Kandjimbo, Celina Silva, Conceicão Cristovão, Pires Laranjeira, Francisco Topa, José Luís Mendonça, Sheila Khan, António Quino, Maria de Lurdes Sampaio, Celeste Natário entre outros.

O colóquio deverá contar com as presenças de Carlos Alberto Fonseca, embaixador de Angola, Isabel Godinho, cônsul-geral de Angola no Porto, e de Luandino de Carvalho, Adido de Cultura da embaixada de Angola em Portugal.

Deixe o seu comentário