Uso de Fraldas e/ ou Fraldas Geriátricas

kalola Store

Algumas crianças levam mais tempo do que outras a deixarem de usar fraldas e geralmente os pais ficam bastante preocupados quando estes alcançam uma certa idade, principalmente quando já andam e falam e ainda fazem uso de fraldas.

Esta tarefa pode ser muito mais complicada com portadores de autismo, dependendo do grau.

É importante que você não desista da complicada missão de ajudar o seu filho (a)deixar de as usar.

Caso seja uma criança de horários, tente coloca lo no bacio/sanita quando você perceber que chegou a hora (algumas crianças dão sinais antes).

E não se esqueça de sempre mencionar que é ali onde devem ser feitas as necessidades sempre que o lá colocar.

Caso não chegue a tempo, mesmo depois de fazer, leve o até ao bacio/sanita e diga que o que ele fez na fralda tem que ser feito ali.

Em alguns casos “severos” o autista poderá continuamente ter que usar fraldas mesmo na fase adulta.

Assim sendo estas fraldas são, as fraldas geriátricas e deverão ser usadas discretamente.

Jamais dê a entender que o portador de autismo as usa pois coloca lo á em uma situação embaraçosa, ainda que ele (a) aparente não demonstrar constrangimento, coloque se no lugar do mesmo e use a máxima descrição possível.

A fralda geriátrica deve ter maior quantidade de material absorvente, em vista do maior volume de urina e fezes que são eliminados.

Existem diferentes tipos, modelos e tamanhos, em função das necessidades funcionais que podem ser leves, moderadas ou pesadas.

A frequência de troca de fraldas não é definida, é feita quando da ocorrência da eliminação urinária e/ou intestinal a cada período de acordo com a necessidade de cada pessoa.

É recomendável que a cada troca sejam utilizados produtos complementares como pomadas e talcos.  

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.