Angola revê lista de nacionalidades impedidas de entrar no país

kalola Store

Esta quinta-feira, o Governo angolano decidiu autorizar a entrada no país de cidadãos de três países que faziam parte de uma lista de sete Estados com casos confirmados do vírus, cujos passageiros estavam interditos de entrar em Angola. Vinte e quatro horas depois da interdição imposta, os passageiros provenientes do Egipto, da Argélia e da Nigéria deixam de estar impedidos de entrar em Angola.

Com esta medida, ficam abrangidos pela interdição apenas os passageiros que fizerem voos directos da China, Coreia do Sul e de Itália, que estão entre os mais afectados pelo vírus.

Segundo disse Franco Mufinda, secretário de Estado para a Saúde Pública do Ministério da Saúde, a nova medida prevê, contudo, a quarentena de todos os viajantes que estiveram no Egipto, na Argélia e Nigéria nos últimos dias.

Em declarações à comunicação social, o governante reafirmou que todos os passageiros provenientes da China, Itália, Coreia do Sul, Irão e Itália continuam impedidos de entrar em solo angolano.

Em África já foram confirmados casos no Egipto, Nigéria e Algéria. Esta quinta-feira, foi confirmado o primeiro caso positivo na África do Sul.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para “muito elevado”.

Com Angop

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.