Donald Trump pisa solo da Coreia do Norte. É o primeiro Presidente dos EUA a fazê-lo

kalola Store

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, encontraram-se este domingo na zona desmilitarizada coreana.

Aceitando o convite de Kim, às 15h:46 locais (7h46 em Luanda), Trump deu um passo simbólico e tornou-se o primeiro Presidente americano a pisar solo da Coreia do Norte.

“Foi feita história”, disse numa declaração aos jornalistas ao lado de Kim Jong-un. Já o líder norte-coreano disse que este é um “novo presente” nas relações entre os dois territórios.

“Quero apenas dizer que tenho uma grande honra em fazê-lo. Passar esta linha é uma grande honra, grandes progressos foram alcançados, grandes amizades foram feitas e esta tem sido, em particular, uma grande amizade”, afirmou Trump.

“Acredito que ao encontrarmo-nos aqui, que é um símbolo da divisão e de um passado hostil, ao se encontrarem aqui dois países que têm um passado hostil, estamos a demonstrar ao mundo que temos um novo presente”, disse o líder norte-coreano.

Antes, ainda antes de Donald Trump passar a linha de demarcação militar entre as duas Coreias, Kim Jong-un disse, em inglês : “É bom revê-lo”. E acrescentou que nunca esperara ver o Presidente dos Estados Unidos “neste sítio”.

Sublinhando o aspecto inédito deste momento, durante a conferência de imprensa conjunta (sem a presença do presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in), Trump afirmou: “Estamos a ouvir esta voz [a de Kim], ninguém ouve esta voz, ele não faz conferências de imprensa”.

Segundo o Guardian, os dois líderes insistiram na ideia de que este é um momento “histórico”, criticando os que criticaram a falta de resultados dos encontros anteriores entre Trump e Kim ( a cimeira histórica de Singapura em Junho de 2018 e o encontro de Hanoi, no Vietname, em Fevereiro passado).

O Presidente dos EUA agradeceu a Kim por estar disponível para este encontro, garantindo que só no sábado lhe telefonou (Trump está na região devido à cimeira do G20, em Osaka, Japão). Antes, Trump tinha usado o Twitter para fazer a mesma sugestão.

“Encontrámo-nos e gostámos um do outro desde o primeiro dia, e isso é muito importante “, uma informação corroborada por Kim Jong-un.

O líder norte-americano admitiu ainda convidar Kim Jong -un para uma visita aos Estados Unidos. “Convidá-lo-ia agora mesmo”, declarou.

Antes do encontro, o Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, elogiou os dois líderes por “serem tão corajosos” ao realizarem o encontro e afirmou esperar que Trump “fique na História como o Presidente que alcançou a paz na península coreana”.

No sábado, o Presidente norte-americano convidou Kim para um aperto de mão simbólico na fronteira.

Donald Trump também expressou abertura para pisar território norte-coreano, caso Kim Jong-un aceitasse, dizendo que “não teria nenhum problema”, em se tornar no primeiro Presidente dos EUA a entrar na Coreia do Norte.

Fonte: Público.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.