Direcção Regional das Comunidades nos Açores destaca qualidade da cooperação com Consulado-Geral de Angola em Lisboa

Com vista ao reforço da cooperação institucional, uma delegação do Consulado-Geral de Angola em Lisboa, chefiada por Joana Feliciano, responsável pelo sector do Notariado, foi recebida em audiência pelo Director Regional das Comunidades dos Açores, Paulo Teves, no edifício sede da instituição na passada sexta-feira, 05 de Julho.

Durante o encontro, Paulo Teves, destacou as “iniciativas que privilegiam o contacto” com a comunidade e organizadas pela missão consular angolana. Adiantando que estes encontros são “um exemplo da cordialidade, harmonia e do forte espírito de cooperação existente” entre as duas instituições.

publicidade

“Aplaudo as iniciativas de contacto privilegiado que tem havido entre a representação consular de Angola em Lisboa e os seus cidadãos residentes nos Açores. (…) Este esforço que tem sido feito de forma permanente [pelo Consulado -Geral de Angola em Lisboa] em ir ao encontro dos seus cidadãos para tentar corresponder àquilo que são as suas expectativas e necessidades”, afirmou.

O governante açoriano realçou também a cooperação institucional existente entre a Direcção Regional das Comunidades nos Açores e o Consulado-Geral de Angola em Lisboa e, os vários projectos que têm desenvolvido em parceria.

“Nós trabalhamos em parceria e temos como objectivo comum melhorar o trabalho. (…) Destaco também a visão que os responsáveis do consulado de Angola tiveram de encontrar aqui parceiros, temos como objectivo comum , prestar o melhor apoio possível aos cidadãos angolanos que aqui residem”, reforçou.

Para Maria Cristina Borges, presidente da Associação dos Imigrantes nos Açores (AIPA), existe nos Açores uma comunidade angolana que ” não sendo muito expressiva em termos numéricos” mas que é “bastante dinâmica e proactiva”, tendo também uma “cultura associativa bastante enraizada”.

“Queremos apostar nas competências pessoais e sociais dos membros da comunidade angolana residente nos Açores, criando eventos que reúnam os seus membros e forneçam informações sobre a cultura angolana. A AIPA assume como missão contribuir para a integração das comunidades de imigrantes na sociedade açoriana e a comunidade angolana merece também o nosso apoio. É com imenso prazer que recebemos tão importante delegação consular angolana, a quem manifestamos total apoio e disponibilidade”, disse a dirigente associativa.

Deixe o seu comentário