Angola já não é o maior abastecedor de petróleo de Portugal 

Nos primeiros cinco meses do ano, Portugal pagou 527 milhões de euros em troca de petróleo produzido na Rússia, um aumento de mais de 500% face ao mesmo período de 2016 (e 91% do tal comprado a este país). O facto torna-se mais interessante quando se verifica que a Rússia ultrapassou Angola e colocou-se como o principal abastecedor de crude. A tendência vinha já a desenhar -se desde o ano passado, com destaque para o segundo semestre de 2016.

Aliás, entre Janeiro e Abril deste ano, Portugal comprou mais petróleo ao país liderado por Vladimir Putin do que a todos os países reunidos na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), da qual Angola é um dos 14 membros.

De acordo com os dados disponibilizados pelo INE, Portugal importou deste conjunto de países bens avaliados em 491 milhões de euros nos primeiros cinco meses do ano.

Na base desta mudança está a estratégia comercial da Galp Energia, já que é a petrolífera, dona de duas refinarias ( Sines e Matosinhos), que dita o ritmo das compras de crude (e venda de combustíveis).

Enquanto maior produtor do mundo, e com a predominância do uso do gás ao nível doméstico, a Rússia destina cerca de 75% do seu petróleo para o estrangeiro, com destaque para a Europa.

Fonte: Público.

Deixe o seu comentário